segunda-feira, 30 de abril de 2018

A ILÓGICA DE UM DEUS ONIPOTENTE - Eder Juno



Aristóteles um filósofo grego, que viveu em 384 a.C, em uma época onde a Filosofia era a plataforma de quase todos os conhecimentos do homem. Na física, metafísica, poesia, no teatro, na música, lógica, retórica, no governo, na ética, biologia e zoologia.

Um dos grandes trabalhos de Aristóteles foi o seu método de lógica.

É importante lembrar que todo o conhecimento do homem nos é dado através de interpretação humana, dentre eles, a lógica é um método onde idéias podem ser excluídas e duvidadas.

Utilizando da lógica Aristotélica repasso um argumento sobre a ilógica de um deus onipotente:

- Concordam que para Deus ser um ser onipotente, ele deve ser capaz de fazer qualquer coisa? Afinal ele tem todo o poder nas suas mãos.

Imaginem que eu possa pedir para Deus criar uma bolinha flutuante na Terra, ao lado de seu computador. Ele pode certo? Basta estalar os dedos.

Agora peço para Deus que faça com que nada nesse mundo, nem no Universo, nem em tudo que exista possa movê-la - ela deve ficar estática para toda eternidade. Nenhuma força, nem nada e ninguém pode ser capaz de retirá-la do lugar. Deus é capaz de conceber o meu pedido? Bom, se ele quiser, é claro! Ele é onipotente. Possui toda a força nas suas mãos.

Que assim seja! Deus fez com que a bolinha ficasse estática por toda a eternidade e nada seria capaz de movê-la.

Agora, faço outro pedido a Deus (lembrando da onipotência que possui): " - O senhor poderia mover a bolinha?"

E agora? Ele não é um ser Onipotente? Então ele consegue movê-la! No entanto, se ele conseguir movê-la, ele estará passando por cima de seu próprio poder onipotente, quando fez com que a bolinha nunca pudesse mais ser movida.

Se Deus movê-la, ele não pode ser onipotente, pois sua ordem e poder para que a bolinha nunca pudesse ser removida do lugar terá sido destituido. Já se ele não puder mexer a bolinha, ele não pode ser considerado onipotente, já que ele não possui o poder de fazer tudo, pois não consegue mover a bolinha.

Assim, Deus não é onipotente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário